O processo de transição para a TV digital no Brasil

um olhar sobre o cenário de interesses e de entraves políticos

  • Lívia Cirne UFMA
Palavras-chave: Televisão digital, tecnologia, política

Resumo

O objetivo deste trabalho é apresentar uma reflexão crítica sobre o contexto de implementação da televisão digital (TVD) no Brasil. Neste sentindo, expõe-se sobre as tecnologias adotadas, as propriedades técnicas do sistema, a falta de inserção da sociedade civil e o processo de mudança de analógico para o digital. Observa-se que as barreiras técnicas e as discussões políticas no país, desde o primeiro momento, somadas às indefinições na regulamentação e as disputas comandadas pelos radiodifusores dificultaram o desenvolvimento e a disseminação da TV digital, provocando sequenciais adiamentos do switch-off (desligamento do sinal analógico). Enquanto isso, outras tecnologias de interatividade emergiram em paralelo (serviços de streaming nas smart TVs, chromecast, Apple TV, boxee, etc.), o que tornou a proposta do sistema brasileiro de TV digital mais obsoleta.

Referências

ASKWITH, Ivan. Television 2.0: Reconceptualizing.TV as an engagement medium. Master of Science in Comparative Media Studies, Massachusetts Institute of Technology (MIT), 2007.
BECKER, Valdecir; MONTEZ, Carlos. TV Digital Interativa: Conceitos, Desafios e Perspectivas para o Brasil. Florianópolis: I2TV, 2004.
BECKER, Valdecir e ZUFFO, Marcelo Knorich. Interatividade na TV digital: estado da arte, conceitos e oportunidades. SQUIRRA, Sebastião e FECHINE, Yvana. Televisão digital: desafios para a comunicação. Porto Alegre: Sulina, 2009.
BOLAÑO, César Ricardo Siqueira; BRITTOS, Valério Cruz. A televisão brasileira na era digital: exclusão, esfera pública e movimentos estruturantes. Paulus: São Paulo, 2007.
BOLAÑO, César; VIEIRA, Vínicius Rodrigues. TV digital no Brasil e no mundo: estado da arte. Revista de Economía Política de las Tecnologías de la Información y Comunicación, vol. 6, num. 2., 2004. Disponível em . Acesso em 26 jan 2016.
BRENNAND, Edna; LEMOS, Guido. Televisão digital interativa: reflexões, sistemas e padrões. Vinhedo: Horizonte, São Paulo: Mackenzie; 2007.
CIRNE, Lívia. Repensando o telejornalismo a partir da digitalização. da TV: em busca de formatos interativos. Tese de doutorado apresentada ao Programa de Pós-graduação em Comunicação. Recife: UFPE, 2014.
CIRNE, Lívia; FERNANDES, Marcelo; PORTO, Ed. Perspectivas da interatividade no telejornalismo da TV digital brasileira. SQUIRRA, Sebastião e FECHINE, Yvana (orgs). Televisão digital: desafios para a comunicação. Porto Alegre: Sulina, 2009.
CRUZ, Renato. TV digital no Brasil: tecnologia versus política. São Paulo, Senac, 2008.
DANTAS, Marcos. Onde os fracos não têm vez. Como evoluiu e por que evoluiu a TV digital. In: SQUIRRA, Sebastião e FECHINE, Yvana (orgs). Televisão digital: desafios para a comunicação. Porto Alegre: Sulina, 2009.
DANKER, Daniel. The Future of Red Button. BBC Internet Blog. London, 2012. Disponível em: . Acesso em 12 jan 2016.
FECHINE, Yvana; FERRAZ, Carlos; CIRNE, Lívia; FONSECA, Jorge. Pesquisa em televisão digital no Brasil: uma experiência interdisciplinar. FILHO, João Freire e BORGES, Gabriela (Orgs.). Estudos de televisão: diálogos Brasil-Portugal. Porto Alegre: Sulina, 2011.
FERRAZ, Carlos. Análise e perspectivas da interatividade na TV digital. In: SQUIRRA, Sebastião e FECHINE, Yvana (orgs). Televisão digital: desafios para a comunicação. Porto Alegre: Sulina, 2009.
FILHO, João Freire (Org.). A TV em transição: tendências de programação no Brasil e no mundo. Porto Alegre: Sulina, 2009.
LOTZ, Amanda. The Television Will be Revolutionized. New York: New York University Press, 2007.
SILVA, Juliano Domingues da. A política da política de TV digital no Brasil: atores, interesses e decisão governamental. Multifoco: Rio de Janeiro, 2011.
Publicado
2019-05-30
Como Citar
Cirne, L. (2019). O processo de transição para a TV digital no Brasil. Compolítica, 9(1), 107 - 130. https://doi.org/https://doi.org/10.21878/compolitica.2019.9.1.181