Traços de um país em transição: a Constituição de 1988 nas charges do Correio Braziliense

  • Paulo Henrique Soares de Almeida Universidade de Brasília
  • Célia Maria Ladeira Mota Universidade de Brasília
Palavras-chave: charge; representação; narrativa

Resumo

Em 1988, os brasileiros ganharam uma nova Constituição Federal, intensamente discutida por parlamentares e por representantes de várias camadas da população. Considerada a Constituição Cidadã, porque incluiu mudanças e direitos sociais e humanos, a Carta significou a retomada de um sonho histórico: o do Brasil como país do futuro. Este artigo consiste em analisar as charges publicadas no jornal Correio Braziliense sobre a promulgação da nova Carta. Utilizando como metodologia a Análise Crítica da Narrativa tal como proposta por Motta (2013), nosso objetivo é investigar os significados e efeitos de sentidos produzidos e compreender como essas narrativas elas representaram este grande acontecimento.

Biografia do Autor

Paulo Henrique Soares de Almeida, Universidade de Brasília

Jornalista e doutorando em Comunicação pela Universidade de Brasília (UnB), bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Pertence aos grupos de pesquisa Jornalismo e Construção Narrativa da História do Presente e Cultura, Mídia e Política, da Universidade Federal de Brasília, Brasília, Distrito Federal, Brasil

Célia Maria Ladeira Mota, Universidade de Brasília

Doutora em Comunicação, pesquisadora associada ao Programa de Pós-graduação da Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília, Brasília, Distrito Federal, Brasil.

Referências

ALMEIDA, Paulo; LADEIRA MOTA, Célia. Acontecimento e debate nas redes sociais. In: Hermenêutica e análise dos discursos em jornalismo. Florianópolis: Insular, 2017

ANGELO, Vitor Amorim. Constituição de 1988: Contexto histórico e político. UOL. Disponível em https://educacao.uol.com.br/disciplinas/historia-brasil/constituicao-de-1988-1-contexto-historico-e-politico.htm. Acesso em: 31.05.2018.

AUMONT, Jacques. A imagem: olhar, matéria, presença. Lisboa: Texto & Fotografia, 2011.
BARROSO, Luís Roberto. Vinte Anos da Constituição de 1988: a reconstrução democrática do Brasil. In; ALKMIM, Marcelo (org). A Constituição Consolidada: críticas e desafios. Florianópolis: Conceito Editorial, 2008.

BARTHES, Roland. Análise Estrutural da Narrativa. Petrópolis, RJ. Editora Vozes, 1976.

BERGER, Peter L.; LUCKMANN, Thomas. A Construção Social da Realidade. Petrópolis-RJ: Vozes, 2012.

BURKE, Peter Burke. Testemunha Ocular: história e imagem. São Paulo, SP: Unesp, 2017.

CANCIAN, Renato. Governo José Sarney (1985-1990): Nova Constituição e crise econômica. UOL. Disponível em https://educacao.uol.com.br/disciplinas/historia-brasil/governo-jose-sarney-1985-1990-nova-constituicao-e-crise-economica.htm. Acesso em 15.05.2018.

CARVALHO, Luiz Maklouf. 1988: segredos da Constituinte. Rio de Janeiro: Record, 2017.

DAMATTA, Roberto. (1986). O que faz o brasil, Brasil?. Rio de Janeiro: Rocco, 1986.

FLÔRES, Onici. A leitura da charge. Canoas: Ed. ULBRA, 2002.

FONSECA, Joaquim. Caricatura: a imagem gráfica do humor. Porto Alegre, RS: Artes e ofícios, 1999.

FONSECA, Virginia Pradelina da Silveira. O acontecimento como notícia: do conceito à prática profissional. In: BENETTI, Marcia; FONSECA, Virginia Pradelina da Silveira (orgs.). Jornalismo e acontecimento: mapeamentos críticos. Florianópolis: Insular, 2010.

GARANTIAS indispensáveis. Correio Braziliense, Brasília, 2 fev.. 1987. Opinião, p.2.

HALL, Stuart (org.). Representation: cultural representations and signifying practices. London: Sage Open University, 2009.

HOLANDA, Sérgio Buarque. O homem cordial. Rio de Janeiro: Companhia das Letras, 1995.

KELLNER, Douglas. A cultura da mídia. Bauru, SP: EDUCS, 2001.

LADEIRA MOTA, Célia. A narrativa semiótica da imagem. In: MOTA, Célia Maria Ladeira; MOTTA Luiz Gonzaga; CUNHA, Maria Jandyra (Orgs). Narrativas midiáticas. Florianópolis: Insular, 2012.

LIMA, Maria. Direitos Sociais ainda criam expectativas. In. Correio Braziliense, Brasília, 5 out. 1988. Edição Especial da Constituição, p.10.

MARCELINO, Daniel; BRAGA, Sérgio Braga; DOMINGOS, Luiz. Parlamentares na Constituinte de 1987/88: uma contribuição à solução do “enigma do Centrão”. Revista Política Hoje, Vol. 18, n. 2, 2009.

MIANI, Rozinaldo Antonio. Charge Editorial: Iconografia e pesquisa em história. Disponível em: < http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/dominiosdaimagem/article/view/20649/15669>. Acesso em 20.01.18.

MORENO, Jorge Bastos. A História de Mora. O Globo. Disponível em https://oglobo.globo.com/brasil/a-historia-de-mora-1988-greves-de-servidores-param-pais-5834848. Acesso em: 21.05.2018.

MOTTA, Luiz Gonzaga. Análise crítica da narrativa. Brasília: Universidade de Brasília, 2013.
MOUILLAUD, Maurice. A crítica do Acontecimento ou o fato em questão. In. O jornal: de forma ao sentido. Sergio Porto (org.). Brasília: Editora UnB, 2012.
PETRY, André. Greve não cai do Céu. In: Correio Braziliense, Brasília, 21 out. 1988. Opinião, p.2.

RODRIGUES, Adriano Duarte. ‘O Acontecimento’. In: TRAQUINA, Nelson. Jornalismo: Questões, Teorias e “Estórias”. Lisboa: Editora Veja, 1993.

SANTAELLA, Lucia. O que é semiótica. São Paulo: Brasiliense, 2012.
SARNEY garante: ninguém vira a mesa. Correio Braziliense, Brasília, 27 out. 1988. política, p.3.

ZWEIG, Stefan. Brasil, o país do futuro. Porto Alegre, RS: L&PM, 2013.
Publicado
2019-05-30
Como Citar
de Almeida, P. H., & Mota, C. M. (2019). Traços de um país em transição: a Constituição de 1988 nas charges do Correio Braziliense. Compolítica, 9(1), 55 - 78. Recuperado de http://compolitica.org/revista/index.php/revista/article/view/238