A deliberação e seus momentos nas conversações em sociedades divididas

resenha de Deliberation across Deeply Divided Societies: Transformative Moments (STEINER et al., 2017)

  • Gabriella Hauber Pimentel Universidade Federal de Minas Gerais
  • Fernanda Nalon Sanglard Universidade Federal de Minas Gerais
  • Pedro Henrique Bicalho Camelo Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Deliberação, Sociedades Divididas, Momentos Transformativos da Deliberação, Histórias de vida, Humor

Resumo

O livro “Deliberation across Deeply Divided Societies: Transformative Moments”, do pesquisador suíço Jürg Steiner, em parceria com as pesquisadoras Maria Clara Jaramillo, Rousiley Maia e Simona Mameli, enfrenta uma importante questão da Teoria Deliberativa: é possível deliberar em sociedades e contextos de divisões profundas? Para respondê-la, os autores analisam grupos focais de três contextos distintos, todos tendo em comum situações de violência extrema: a) ex-guerrilheiros e ex-paramilitares na Colômbia; b) Sérvios e Bósnios na Bósnia e Herzegovina; c) policiais e moradores de favelas no Brasil. Além de mostrarem que, sim, mesmo cidadãos envolvidos em conflitos profundos são capazes de alcançarem o entendimento mútuo, Steiner e colegas incluem na análise elementos que vão além das trocas argumentativas, como histórias de vida, emoção e humor, e também o papel de líderes e spoilers. Outro mérito do livro é a abordagem metodológica, que se preocupa com o contexto e busca capturar o fluxo da discussão, não apenas falas isoladas.

Biografia do Autor

Fernanda Nalon Sanglard, Universidade Federal de Minas Gerais

Jornalista, mestre e doutora em comunicação; é pesquisadora de pós-doutorado do Grupo de Pesquisa em Mídia e Esfera Pública (EME) da UFMG

Pedro Henrique Bicalho Camelo, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestrando e membro do Grupo de Pesquisa em Mídia e Esfera Pública (EME) da UFMG

Referências

BÄCHTIGER, André; PARKINSON, John. Mapping and Measuring Deliberation: Towards a New Deliberative Quality. New York: Oxford University Press, 2019.
BICKFORD, Susan. Emotional talk and political judgment. The Journal of Politics, v. 73, n.4, 2011.
DRAKE, Anna; MCCULLOCH, Allison. Deliberative Consociationalism in Deeply Divided Societies. Comparative Political Theory, 10, 2011, pp. 372–92.
DRYZEK, John. Deliberative Democracy and Beyond: Liberals, Critics, Contestation. New York: Oxford, 2000.
DRYZEK, John. Deliberative Democracy in Divided Societies: Alternatives to Agonism and Analgesia. Political Theory, 33, 2005, pp. 218–42.
HABERMAS, Jürgen. Direito e Democracia entre facticidade e validade vol.2. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro , 2011.
KRAUSE, Sharon. Civil Passions: Moral Sentiment and Democratic Deliberation. New Jersey: Princeton University Press, 2008.
MADDISON, Sarah, Relational Transformation and Agonistic Dialogue in Divided Societies, Political Studies, 63, 2015.
MANSBRIDGE, Jane; BOHMAN, James; CHAMBERS, Simone; CHRISTIANO, Thomas; FUNG, Archon; PARKINSON, John; THOMPSON, Dennis F; WARREN, Mark E. A systemic approach to deliberative democracy. In: John Parkinson; Jane Mansbridge (eds). Deliberative Systems. Cambridge: Cambridge University Press, 2012.
MIGUEL, Luis Felipe. Os limites da deliberação. In: Democracia e representação: territórios em disputa. São Paulo: Editora Unesp, 2014
MORRELL, M. Empathy and democracy: Feeling, thinking and deliberation. State College: Penn State University Press, 2010.
MOUFFE, Chantal. Por um modelo agonístico de democracia. Revista de Sociologia e Política, Curitiba, 25, p. 11-23, 2005.
SANDERS, Lynn. Against Deliberation. Political Theory, v.5, n.2, 1997
STEINER, Jürg; JARAMILLO, Maria Clara; MAIA, Rousiley C.M; MAMELI, Simona. Deliberation across Deeply Divided Societies: Transformative Moments. New York: Cambridge University Press, 2017.
YOUNG, Iris Marion. Difference as a Resource for democratic communication. In_BOHMAN, Janmes; REHG, William (org.). Essays on reason and politics: Deliberative Democracy. Cambridge, MA: MIT Press, 1999.
Publicado
2019-05-30
Como Citar
Pimentel, G., Sanglard, F., & Camelo, P. H. (2019). A deliberação e seus momentos nas conversações em sociedades divididas. Compolítica, 9(1), 147 - 159. Recuperado de http://compolitica.org/revista/index.php/revista/article/view/288