A Espiral do Silêncio

uma análise intertextual do enquadramento da edição brasileira da obra de Noelle-Neumann

  • Ana Angélica Soares Fundação Getúlio Vargas
Palavras-chave: análise de enquadramento, espiral do silêncio, intertextualidade

Resumo

Após quase 40 anos fora do mercado editorial brasileiro, o livro A Espiral do Silêncio, de Elisabeth Noelle-Neumann, chega ao país. Embora a obra seja extensamente resenhada e trabalhada nos cursos de Comunicação Social, a edição brasileira permaneceu praticamente incógnita mesmo depois de ser lançada em 2017 pela editora Estudos Nacionais. Este artigo propõe uma análise intertextual do enquadramento da edição por meio de seus elementos paratextuais: agradecimentos, apresentação, prefácio, notas de tradutor e comentários. O conceito de intertextualidade traz as relações implícitas que a edição brasileira de A Espiral do Silêncio guarda com demais textos teóricos e conversa com a noção de interdiscursividade, já que estes textos possuem relações implícitas e explícitas com outros campos discursivos.

Biografia do Autor

Ana Angélica Soares, Fundação Getúlio Vargas

Doutoranda em História, Política e Bens Culturais e Mestre em Bens Culturais e Projetos Sociais pela Escola de Ciências Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV/CPDOC). Formada em jornalismo pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Referências

ALTHUSSER, L. Aparelhos Ideológicos de Estado. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1987.xt
ARENDT, H. Origens do totalitarismo: antissemitismo, imperialismo, totalitarismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.
CHARAUDEAU, P.; MAINGUENEAU, D. Dicionário de Análise do Discurso. São Paulo: Contexto, 2012.
COSTA, A. In: NOELLE-NEUMANN, E. A Espiral do Silêncio: opinião pública, nosso tecido social. Florianópolis: Estudos Nacionais, 2017, p.11-15.
DEROSA, C. M. In: NOELLE-NEUMANN, E. A Espiral do Silêncio: opinião pública, nosso tecido social. Florianópolis: Estudos Nacionais, 2017.
_____________. Como identificar o politicamente correto. Disponível em https://cristianderosa.wordpress.com/2016/03/08/como-identificar-o-politicamente-correto/. Acesso em 1 de julho de 2019.
______________. O discurso das mudanças climáticas no Diário Catarinense. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Jornalismo, Florianópolis, 2013.
DOWNS, A. Uma teoria econômica da democracia. São Paulo: Edusp, 1999.
DURAND, C. In: Freedom to conduct opinion polls: a 2017 worldwide updated, p.5. Disponível em https://wapor.org/wp-content/uploads/ESOMA-WAPOR_Freedom-to-Conduct-Opinion-Polls-Final-incl-edits.pdf. Acesso em 29 de setembro de 2019.
FOUCAULT, M. A Microfísica do Poder. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 2015.
____________. Nascimento da Biopolítica. São Paulo: Martins Fontes, 2008.
LAZARSFELD, P. F.; BERELSON, B.; GAUDET, H. The People's Choice: How the Voter Makes Up His Mind in a Presidential Campaign (Second edition.) Paper xxxiii, 178. New York: Columbia University Press, 1948.
MONT`ALVERNE, C.; MITOZO, I. Muito além da mamadeira erótica: As notícias compartilhadas nas redes de apoio a presidenciáveis em grupos de WhatsApp, nas eleições brasileiras de 2018. Trabalho apresentado ao Grupo de Trabalho “Internet e Política” do VIII Congresso da Associação Brasileira de Pesquisadores em Comunicação e Política (VIII COMPOLÍTICA).
NOELLE-NEUMANN, E. A Espiral do Silêncio: opinião pública, nosso tecido social. Florianópolis: Estudos Nacionais, 2017.
RIBEIRO, M. Horta; OTTONI, R.; WEST, R.; ALMEIDA, V. A. F.; MEIRA, W. Jr. Auditing Radicalization Pathways on YouTube. Disponível em https://arxiv.org/abs/1908.08313. Acesso em 6 de maio de 2020.

Links e citações apócrifas
Elisabeth Noelle Neumann: Pioneer of public-opinion polling and market research. Disponível em https://www.independent.co.uk/news/obituaries/elisabeth-noelle-neumann-pioneer-of-public-opinion-polling-and-market-research-1940766.html. Acesso em 1 de setembro de 2019.
How YouTube Radicalized Brazil. Disponível em: https://www.nytimes.com/2019/08/11/world/americas/youtube-brazil.html. Acesso em 13 de agosto de 2019.
Site institucional de Noelle-Neumann. Disponível em http://noelle-neumann.de/scientific-work/spiral-of-silence/. Acesso em 24 de junho de 2019.
Pesquisa Google VideoViewers. Disponível em https://www.thinkwithgoogle.com/intl/pt-br/tendencias-de-consumo/pesquisa-video-viewers-como-os-brasileiros-estao-consumindo-videos-em-2018/. Acesso em 13 de agosto de 2019.
Plataforma Estudos Nacionais. https://www.estudosnacionais.com/
Introdução à Nova Ordem Mundial. Disponível em https://books.google.com.br/books/about/Introdu%C3%A7ao_A_Nova_Ordem_Mundial.html?id=7ocsvgAACAAJ&source=kp_book_description&redir_esc=y. Acesso em 12 de agosto de 2019.

Verbete Elisabeth Noelle-Neumann
Wikipedia em português. Disponível em https://pt.wikipedia.org/wiki/Elisabeth_Noelle-NeumannAcesso em 1 de setembro de 2019.
Wikipedia em inglês. Disponível em https://en.wikipedia.org/wiki/Elisabeth_Noelle-Neumann#Allegations_of_anti-Semitism. Acesso em 1 de setembro de 2019.
Wikipedia em alemão. Disponível em https://de.wikipedia.org/wiki/Elisabeth_Noelle-Neumann. Acesso em 1 de setembro de 2019.
Publicado
2020-05-29
Como Citar
Soares, A. (2020). A Espiral do Silêncio. Compolítica, 10(1), 161-178. https://doi.org/https://doi.org/10.21878/compolitica.2020.10.1.375