Uso do Twitter para engajamento político

análise dos perfis das assembleias legislativas da Região Sudeste

  • Cristiane Brum Bernardes Câmara dos Deputados
Palavras-chave: Poder Legislativo, Twitter, Internet e Parlamento

Resumo

O estudo analisa, comparativamente, como as quatro assembleias legislativas da Região Sudeste do Brasil utilizam os perfis institucionais do Twitter. A metodologia seguiu três etapas: 1) coleta automatizada das postagens de cada perfil desde sua criação até novembro de 2019, 2) análise de conteúdo automatizada das postagens, por meio do software Iramuteq; 3) análise quantitativa comparativa das interações. Conclui-se que o uso institucional dos perfis, apesar de algumas especificidades, se concentra na divulgação das atividades parlamentares para atingir os níveis de informação, compreensão e identificação, dentro do conceito de engajamento político de cidadãos com o Parlamento.

Biografia do Autor

Cristiane Brum Bernardes, Câmara dos Deputados

Doutora em Ciência Política (IESP/UERJ), docente do Mestrado Profissional em Poder Legislativo do CEFOR (Câmara dos Deputados), integrante do INCT.DD. E-mail: cris.brum@gmail.com

Referências

AGGIO, Camilo. Campanhas on-line, Twitter e democracia: a interação entre campanhas e eleitores nas eleições presidenciais de 2010. In: MAIA, R.C.M.; PRUDENCIO, K.; VIMIEIRO, A. C. (orgs.) Democracia em ambientes digitais: eleições, esfera pública e ativismo. Salvador: EDUFBA, 2018. P.49-73,
AMARAL, Marcelo Santos. Congresso no Twitter: parlamentares e partidos políticos em 140 caracteres. 2016. Tese em [Administração]. Salvador: Universidade Federal da Bahia (UFBA).
ALMEIDA, Helga do Nascimento de. Representantes, representados e mídias sociais: mapeando o mecanismo de agendamento informacional. 2017. Tese em [Ciência Política]. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).
ARAÚJO, Ronaldo Ferreira; TRAVIESO-RODRÍGUEZ, Crispulo; SANTOS, Sarah Rubia de Oliveira. Comunicação e Participação Política no Facebook: análise dos comentários em páginas de parlamentares brasileiros. Inf. & Soc.:Est., v. 27, n. 2, p. 279-290, 2017.
BARROS, Antonio Teixeira de; BERNARDES, Cristiane Brum; RODRIGUES, Malena Rehbein. O Parlamento brasileiro e as novas mídias: balanço da experiência recente da Câmara dos Deputados. In: SATHLER, André; BRAGA, Ricardo de João. (orgs.). Legislativo Pós-1988: reflexões e perspectivas. Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2015. P. 183-221.
______, Antonio Teixeira de; BERNARDES, Cristiane Brum; RODRIGUES, Malena Rehbein. Brazilian Parliament and digital engagement. The Journal of Legislative Studies, Kingston upon Hull/UK, n. 22, p. 540-558, 2016.
BERNARDES, Cristiane Brum. Uso de perfis institucionais do Facebook pelas assembleias legislativas brasileiras: informar a quem, sobre o quê? In: Anais do IV Encontro Internacional Participação, Democracia e Políticas Públicas. São Paulo: Secretaria Executiva do Encontro Nacional Participação, Democracia e Políticas Públicas, v. 1. p. 1-28, 2019.
BERNARDES, Cristiane Brum. Possibilidades e obstáculos na gestão de perfis em redes sociais pelas Assembleias Legislativas da Região Sudeste do Brasil. E-Legis, no prelo, 2021.
BERNARDES, Cristiane Brum; LESTON-BANDEIRA, Cristina. Information vs Engagement in parliamentary websites – a case study of Brazil and the UK. Rev. Sociol. Polit., Curitiba, v. 24, n. 59, p. 91-107, 2016.
BRAGA, Sérgio Soares. Podem as TICs auxiliar na institucionalização das Democracias? Um estudo sobre a informatização dos Órgãos legislativos na América do Sul e no Brasil. Brasília: Editora Plenarium, 2008.
BRAGA, Sérgio Soares. O Uso das Mídias Sociais é Um Bom Preditor do Sucesso Eleitoral dos Candidatos? Uma análise das campanhas on-line dos vereadores das capitais das regiões sul, sudeste, e nordeste do Brasil no pleito de outubro de 2012. Revista Política Hoje, Recife, v. 22, n. 2, p. 125-148, 2013.
BRAGA, Sérgio Soares; CARLOMAGNO, Márcio Cunha. Eleições como de costume? Uma análise longitudinal das mudanças provocadas nas campanhas eleitorais brasileiras pelas tecnologias digitais (1998-2016). Revista Brasileira de Ciência Política, Brasília, v. 26, p 7-62, 2018.
BRAGA, Sérgio Soares.; CRUZ, Letícia Carina. Elites parlamentares e novas tecnologias: um estudo sobre o uso da internet pelos deputados estaduais brasileiros da 16ª legislatura (2007-2011). Working papers/textos para discussão, 4. Curitiba: Observatório de Elites Políticas e Sociais do Brasil/Núcleo de Pesquisa em Sociologia Política Brasileira/Universidade Federal do Paraná, 2012.
BRAGA, Sérgio Soares; CRUZ, Letícia Carina. As tecnologias digitais e o mandato dos representantes: um estudo sobre o uso da internet pelos deputados estaduais brasileiros da 16a legislatura (2007-2011). In: SILVEIRA, Sérgio Amadeu; PENTEADO, Cláudio. (orgs.) Cultura, política e ativismo nas redes digitais. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2014.
boyd, Danah; ELLISON, Nicole. Social network sites: definition, history, and scholarship. Journal of Computer-mediated Communication, n.13, p. 210-230, 2008.
boyd, Danah; GOLDER, Scott; LOTAN, Gilad. Tweet, Tweet, Retweet: Conversational Aspects of Retweeting on Twitter. HICSS-43. IEEE: Kauai, HI, January 6. 2010.
CAMARGO, Brigido Vizeu; JUSTO, Ana Maria. IRAMUTEQ: Um Software Gratuito para Análise de Dados Textuais. Temas em Psicologia, Ribeirão Preto, Brasil, v. 21, n. 2, p. 513-518, 2013.
CERVI, Emerson Urizzi. Análise de Conteúdo Automatizada em Redes Sociais Online: uma proposta metodológica. Trabalho apresentado no 48º Encontro Anual Anpocs, Caxambu – MG, 2018. P.8-26.
CONTREIRAS, Patrícia. Deputadas Parlamentares e Redes Sociais – O Mito das Redes como Facilitadoras de Proximidade entre os Políticos e os Cidadãos. Media & Jornalismo, n.21, p.145-158, 2012.
GIRALDO-LUQUE, Santiago; VILLEGAS-SIMÓN, Isabel; BUGS, Ricardo Carniel. ¿Cómo usan los parlamentos las redes sociales? Un estudio comparado y longitudinal aplicado a países de América y Europa (2010, 2015 y 2017). Revista Latina de Comunicación Social, n. 72, p. 1278-1299, 2017.
GOMES, Wilson. Participação política online: questões e hipóteses de trabalho. In: MAIA, Rousiley Celi Moreira; GOMES, Wilson; MARQUES, Francisco Paulo Jamil Almeida. Internet e participação política no Brasil. Porto Alegre/RS: Sulina, 2011. P.19-45.
GOMES, Wilson. 20 anos de política, Estado e democracia digitais: uma “cartografia” do campo. SILVA, Sivaldo Pereira; BRAGATTO, Rachel Callai; SAMPAIO, Rafael Cardoso. (orgs.) Democracia digital, Comunicação Política e Redes. Rio de Janeiro: Folio Digital: Letra e Imagem, 2016. P. 39-76.
GOMES, Wilson. A democracia no mundo digital: história, problemas e temas. São Paulo: Edições Sesc São Paulo, 2018.
GRAHAM, Todd et al. Between broadcasting political messages and interacting with voters. Information, Communication & Society, v. 16, n. 5, p. 692-716, 2013.
HALPERN, Daniel; VALENZUELA, Sebastian; KATZ, James E. We Face, I Tweet: How Different Social Media Influence Political Participation through Collective and Internal Efficacy. Journal of Computer-Mediated Communication, v. 22, p. 320–336, 2017.
IBGE. 2018. Projeções da População: Brasil e unidades da federação: revisão 2018. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101597.pdf . Acesso em: 25 out. 2019.
JENSEN, Jacob Linaa, Political participation online: the replacement and the mobilisation hypothesis revisited. Scandinavian Political Studies, vol. 36, n. 4, p.347-364, 2013.
JÚLIO NETO, Gilson Arão. Desafios da comunicação pública face aos fluxos comunicacionais: Um estudo sobre a TV Assembleia/ES. In: XXIV Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sudeste, Vitória/ES, 2019.
KNIESS, Andressa Butture et al. “How do you get information, Deputy?” Patterns of media use by deputies of the State of Paraná. E-legis, Brasília, n. 29, p. 83-103, 2019.
LESTON-BANDEIRA, Cristina. The pursuit of legitimacy as a key driver for public engagement: The European Parliament case. Parliamentary Affairs, v. 67, n. 2, p.437-457, 2014.
LESTON-BANDEIRA, Cristina. Why Symbolic Representation Frames Parliamentary Public Engagement. British Journal of Politics and International Relations, v. 18, n. 2, p.498-516, 2016.
LESTON-BANDEIRA, Cristina; Bender, D. How deeply are parliaments engaging on social media? Information Polity, n.18, p.281-297, 2013.
LUCINDA, Karine. Comunicação Pública via Mídias Sociais: Estudo de caso da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina. Monografia de Graduação em [Jornalismo]. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), 2016.
LUCINDA, Karine; BERTASSO, Daiane. Comunicação Pública via Mídias Sociais: estudo de caso da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina. In: VII Congresso da Associação Brasileira de Pesquisadores em Comunicação e Política (VII COMPOLÍTICA). Porto Alegre/RS, 2017.
MARQUES, Francisco Paulo Jamil Almeida; AQUINO, Jakson Alves de; MIOLA, Edna. Deputados brasileiros no Twitter: um estudo quantitativo dos padrões de adoção e uso da ferramenta. Revista Brasileira de Ciência Política, n. 14, p. 201-225, 2014a.
MARQUES, Francisco Paulo Jamil Almeida; AQUINO, Jakson Alves de; MIOLA, Edna. Congressmen in the age of social network sites: Brazilian representatives and Twitter use. First Monday, v.19, n. 5, p.1-16, 2014b.
MARQUES, Francisco Paulo Jamil; HERMAN, Fellipe; KNIESS, Andressa Butture; TEIXEIRA, Jackeline Saori. What do State Institutions Say? Twitter as a Public Communication Tool During the Impeachment of Dilma Rousseff. Brazilian Political Science Review, São Paulo, v.13, n.3, e0006, p.1-32, 2019.
MARQUES, Francisco Paulo Jamil; MONT’ALVERNE, Camila. How Important is Twitter to Local Elections in Brazil? A Case Study of Fortaleza City Council. Brazilian Political Science Review, São Paulo, v. 10, n. 3, e0005, p.1-35, 2016.
MENDONÇA, Ricardo Fabrino. Deliberação on-line. Uma avaliação de algumas propostas de mensuração. In: MENDONÇA, Ricardo Fabrino; PEREIRA, Marcus Abílio Gomes; FILGUEIRAS, Fernando. (orgs.) Democracia digital. Publicidade, instituições e confronto político. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2016. P.259- 284.
MENDONÇA, Ricardo Fabrino; PEREIRA, Marcus Abílio Gomes. Dilemas na apropriação das TICs pela ALMG. Uma análise sobre a percepção dos gestores. In: SILVA, Sivaldo Pereira; BRAGATTO, Rachel Callai; SAMPAIO, Rafael Cardoso. (orgs.) Democracia digital, Comunicação Política e Redes. Rio de Janeiro: Folio Digital: Letra e Imagem, 2016. P.189-216.
MERGEL, Ines. A framework for interpreting social media interactions in the public sector. Government Information Quarterly, v. 30, n.4, p.327-334, 2013.
MIOLA, Edna et al. Campanhas eleitorais no Facebook: usos na eleição municipal de Curitiba em 2016. Conhecer: debate entre o público e o privado, v. 8, n. 21, p.78-97, 2018.
MUSTAFA, Abdulsalam; SHARIFOV, Mahammad. Towards Enhancing Citizens Engagement: A Review of Parliamentary Websites in the 36 State Houses of Assembly in Nigeria. JeDE97-M , v. 10, n. 2, p. 97-111, 2018.
PEREIRA, Marcus Abílio Gomes; SANTOS, Manoel Leonardo dos; ALMEIDA, Helga do Nascimento de. Representação Política e Internet - Uso das TICs por Membros do Parlamento Brasileiro. Revista Política Hoje, Recife, v. 27, n. 1, p.83-104, 2018.
PEREIRA, Marcus Abílio et al. Deputados estaduais mineiros e as eleições de 2018 – Redes Sociais, pra que te quero? MASSUCHIN, Michele Goulart et al. (orgs.) Comunicação e Política: interfaces em esferas regionais. São Luís: EDUFMA, 2019a. P. 154-176.
PEREIRA, Marcus Abílio; SANTOS, Manoel Leonardo; BERNARDES, Cristiane Brum. Parlamentares conectados: um estudo sobre a utilização de tecnologias de informação e comunicação (TICs) na Câmara do Deputados (2014/2018). In: Anais do 2º Congresso do INCT.DD. Salvador/BA, 3 e 4 de outubro de 2019b. P.1-44.
PORTILLO, José Romero; FERNÁNDEZ, Manuel Mena. Parlamentos en Twitter. Análisis de los contenidos y la interactividad en @Congreso_Es y @HouseofCommons. Revista Comunicação Midiática, v.8, n.2, p. 232-259, mai./ago. 2013.
PNAD - Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua. 2017. Acesso à Internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=2101631 Acesso em: 13 nov.2019.
RECUERO, Raquel. Redes Sociais na Internet. 2ª ed. Porto Alegre: Sulina, 2014.
RECUERO, Raquel; BASTOS, Marco; ZAGO, Gabriela. Análise de redes para Mídia Social. Porto Alegre: Sulina; 2015.
RECUERO, Raquel. Estudando discursos em Mídia Social: uma proposta metodológica. In: SILVA, Tarcízio; BUCKSTEGGE, Jaqueline; ROGEDO, Pedro. (orgs.) Estudando Cultura e Comunicação com Mídias Sociais. Brasília: IBPAD, 2018. P.13-30.
RODRÍGUEZ-ANDRÉS, Roberto; ÁLVAREZ-SABALEGUI, David. Presencia y Actividad de los Parlamentos Autonómicos en las Redes Sociales: Pocos Avances em el Fomento de la Participación Ciudadana. El profesional de la información, v. 27, n. 5, p. 994-1003, 2018.
ROSSETTO, Graça; CARREIRA, Rodrigo; ALMADA, Maria Paula. Twitter e comunicação política: limites e possibilidades. Revista Compolítica, v. 2, n. 3, p.190-216 2013.
ROSETTO, Graça Penha Nascimento. Fazendo política no Twitter: como os efeitos estimados das mensagens influenciam as ações e os usos da plataforma. Revista Compolítica, v. 8, n.1, p. 97-122, 2018.
SAEBO, Oystein. Understanding Twitter Use among Parliament Representatives: a Genre Analysis. In: TAMBOURIS, E.; MACINTOSH, A.; BRUIJIN, H. Third IFIP WG 8.5 International Conference, Eletronic Participation. 1° de setembro, 2011.
SANTOS, Rodolpho Raphael de Oliveira. Mídia, Política e Democracia: A Presença da ‘TV Assembleia – Paraíba’ no Ciberespaço. Trabalho apresentado no XVIII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste, Caruaru/PE. 7 a 9/07/2016.
SILVA, Sivaldo Pereira da; SAMPAIO, Rafael Cardoso; BRAGATTO, Rachel Callai. Concepções, debates e desafios da democracia digital. SILVA, Sivaldo Pereira da; BRAGATTO, Rachel Callai; SAMPAIO, Rafael Cardoso. Democracia digital, comunicação política e redes. Teoria e prática. Rio de Janeiro: Folio Digital, Letra e Imagem, 2016. P.17-37.
SOUZA, Marli Aparecida Rocha de; WALL, Marilene Loewen; THULER, Andrea Cristina de Morais Chaves; LOWEN, Ingrid Margareth Voth; PERES, Aida Maris. The use of IRAMUTEQ software for data analysis in qualitative research. Rev Esc Enferm USP, n.52, p. 1-7, 2018.
TAVARES, Daniel Nardin. Nos esconderijos da virtualidade: O “homem cordial” nas vinculações via redes sociais online entre senadores e cidadãos. 212f. Dissertação de Mestrado em [Comunicação]. Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
TAVARES, Daniel Nardin; QUIROGA, Tiago. O reforço do “homem cordial” nas conexões entre senadores e cidadãos nas redes sociais online. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, n.60, p. 110-128, 2015.
TWIPLOMACY Study 2018. BCW’s (Burson Cohn & Wolfe), London/UK. Disponível em: https://twiplomacy.com/blog/twiplomacy-study-2018/ Acesso em: 15 dez. 2019.
WORLD E-PARLIAMENT REPORT. Genebra: União Inter-Parlamentar, 2018.
ZÉMOR, P. La Communication Publique. Que sais-je? Paris: PUF, 1995.
Publicado
2020-12-28
Como Citar
Bernardes, C. (2020). Uso do Twitter para engajamento político. Compolítica, 10(3), 5-48. https://doi.org/https://doi.org/10.21878/compolitica.2020.10.3.411