Teses e dissertações defendidas no Brasil (1992-2012): um mapa da pesquisa em comunicação e política

  • Alessandra Aldé
  • Viktor Chagas UFF
  • João Guilherme Bastos dos Santos Uerj

Resumo

Este relatório propõe uma primeira análise dos dados compilados para o Diretório Permanente de Teses e Dissertações da Compolítica, mantido pela Associação dos Pesquisadores Brasileiros em Comunicação e Política. O Diretório é um repositório digital de conteúdos de pesquisa relacionados ao tema, com escopo institucional e exaustivo, isto é, aberto a novas submissões. A partir de um corpus inicial de mais de 600 títulos já cadastrados na base de dados, este artigo pretende oferecer uma análise preliminar da pesquisa pós-graduada produzida no país na interface disciplinar da Comunicação e Política, com foco no período de 1992 a 2012, em que se concentram os dados disponíveis digitalmente e o maior volume de produção. A proposta do trabalho, portanto, é debater as linhas de atuação dos temas, instituições e pesquisadores da especialidade e perceber, por meio delas, como se configura o campo de pesquisa sobre o eixo da Comunicação e Política no Brasil, compreendendo de forma abrangente as redes de pesquisadores, seus laços e influências, bem como suas tendências históricas e institucionais.

Publicado
2013-09-10
Como Citar
Aldé, A., Chagas, V., & Bastos dos Santos, J. G. (2013). Teses e dissertações defendidas no Brasil (1992-2012): um mapa da pesquisa em comunicação e política. Compolítica, 3(2), 7-44. https://doi.org/https://doi.org/10.21878/compolitica.2013.3.2.43
Seção
Extras