Nós versus Eles

A Construção do “Eu” e do “Outro” no Discurso Político Populista

  • Lucas L Fraga Escola Superior de Propaganda e Marketing
  • Tânia M. C. Hoff Escola Superior de Propaganda e Marketing
Palavras-chave: Comunicação política; Populismo; Análise Crítica de Discurso

Resumo

Abordamos, neste artigo, como a lógica populista opera em diferentes níveis no discurso político, conforme varia a construção da oposição ao “Outro”. Para este debate, o corpus é formado por dois pronunciamentos da história recente do Brasil: um do ex-presidente Lula (2002-2010) e um do atual presidente Jair Bolsonaro, com início do mandato em 2019. A partir destes atos discursivos, observamos como significações de mundo são mobilizadas, promovendo sentidos em torno da relação entre o Eu e o Outro, de modo a construir uma representação de “Povo” – aspecto constitutivo do populismo. A Análise Crítica do Discurso fundamenta nossa conduta teórico-metodológica, por meio da qual investigamos as estratégias argumentativas presentes na construção da oposição “Nós vs Eles”, e problematizamos, a partir das reflexões de Laclau e Mouffe, em que medida as significações de mundo acionadas na construção da oposição ao “Outro” podem representar uma ameaça aos regimes democráticos.

Biografia do Autor

Lucas L Fraga, Escola Superior de Propaganda e Marketing

Mestrando em Comunicação e Práticas de Consumo da Escola Superior de Propaganda e Marketing – ESPM/SP. Membro do Grupo de Pesquisa “Comunicação, Discursos e Biopolíticas do Consumo”. Bolsista CAPES/PROSUP.

Tânia M. C. Hoff, Escola Superior de Propaganda e Marketing

Doutora pela FFLCH-USP, docente do Programa de Pós-graduação em Comunicação e Práticas de Consumo pela Escola Superior de Propaganda e Marketing – ESPM/SP. Coordenadora do Grupo de Pesquisa “Comunicação, Discursos e biopolíticas do consumo".

Referências

ALMEIDA, Jorge. Lula, Serra e a disputa pelo discurso da “Mudança” em 2002. ANAIS do 12º Encontro Anual da Compós. Recife: GT Comunicação e Política, 2003. Disponível em: . Acesso em: 10 mar 2020.
CAZARIN, Ana Ercília. O silenciamento do “Eu”, de “O Lula” e do “Presidente Lula”. EDUNISC, Revista Signo (v. 32, n. 52), p. 16-27, 2003. Disponível em: . Acesso em: 10 mar 2020.
FAIRCLOUGH, Norman. Discurso e mudança social. 2. ed. Brasília: UnB, 2008.
GIDDENS, Anthony. A Terceira Via: reflexões sobre o impasse político atual e o futuro da social-democracia. Rio de Janeiro: Record, 1999.
HAWKINS, Kirk; AGUILAR, Rosario; SILVA, Bruno Castanho; JENNE, Erin K.; KOCIJAN, Bojana; KALTWASSER, Cristóbal R. Measuring Populist Discourse: the global populism database. In: EPSA Annual Conference, 20-22 jun. 2019. Disponível em: . Acesso em 02 abr 2020.
LACLAU, Ernesto. A razão populista. Tradução: Carlos Eugênio Marcondes de Moura. São Paulo: Três Estrelas, 2013.
MICHELETTI, Michelle; STOLLE, Dietlind. Concept of Political Consumerism. In: SHERROD, Lonnie R. (org.). Youth Activism: An International Encyclopedia. Connecticut: Greenwood, 2005.
MOUFFE, Chantal. Sobre o Político. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2015.
SOUZA, Jessé. A ralé brasileira: quem é e como vive. Belo Horizonte: UFMG, 2009.
___________. Elite do atraso: da escravidão a Bolsonaro. Rio de Janeiro: Estação Brasil, 2019.
VAN DIJK, Teun A. Discurso e poder. São Paulo: Contexto, 2017.
________________. What is Political Discourse Analysis?. In BLOMMAERT, Jan & BULCAEN, Chris (Ed,), Political Linguistics. Amsterdam: John Benjamins, 1997.
WEFFORT, Francisco. O populismo na política brasileira. São Paulo: Paz & Terra, 2008.
WORSLEY, Peter. O conceito de populismo. In TABAK, F. (Ed.), Ideologias: Populismo. Rio de Janeiro: Eldorado, 1973.
Publicado
2022-03-04
Como Citar
Fraga, L., & Hoff, T. (2022). Nós versus Eles. Compolítica, 11(2), 5-30. https://doi.org/https://doi.org/10.21878/compolitica.2021.11.2.456