Campanha eleitoral no Facebook: usos, configurações e o papel atribuí­do a este site pelos candidatos durante as eleições municipais de 2012

  • Camilo de Oliveira Aggio UFBA
  • Lucas Dos Santos Reis UFBA

Resumo

As campanhas eleitorais online vêm, ao menos desde 2004, atuando nos chamados sites de redes sociais ou social media. Facebook, Twitter e MySpace são algumas das plataformas mais populares entre partidos e candidatos em disputa eleitoral e, consequentemente, têm atraído a atenção de pesquisadores da área da comunicação política. Mundialmente mais popular dentre os três sites mencionados, o Facebook ainda possui lacunas a serem exploradas pela pesquisa acadêmica no concernente ao modo como tem sido apropriado pelas campanhas e qual o nível de integração com outros sites de redes sociais. Este artigo busca preencher essa lacuna presente na literatura ao quantificar quão extensiva foi a presença dos candidatos a prefeito em três capitais brasileiras nas eleições de 2012: São Paulo, Salvador e Manaus. Além disso, busca-se entender como se deu a atuação das campanhas nesta rede, se houve adequação dos conteúdos publicados à gramática pré-existente, mas também de que maneira ocorreu a relação com os conteúdos produzidos em outras redes. A partir dessa análise demonstramos que o Facebook cumpriu um papel central e integrador das estratégias de comunicação online das campanhas analisadas. 

Biografia do Autor

Camilo de Oliveira Aggio, UFBA
Doutorando da linha de pesquisa em Comunicação Política do Programa de Pós Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas. Dedica-se às apropriações e efeitos sociais e políticos da comunicação digital por partidos e candidatos em disputas eleitorais. 
Publicado
2013-12-22
Como Citar
Aggio, C., & Reis, L. (2013). Campanha eleitoral no Facebook: usos, configurações e o papel atribuí­do a este site pelos candidatos durante as eleições municipais de 2012. Compolítica, 3(2), 155-188. https://doi.org/https://doi.org/10.21878/compolitica.2013.3.2.48
Seção
Artigos