Em defesa de quê?

Enquadramentos interpretativos da pandemia como pressão política sob a gestão estatal da Covid-19

Palavras-chave: Covid-19; Enquadramentos interpretativos; Pandemia

Resumo

O presente artigo analisa o uso das diversas narrativas produzidas em torno da Covid-19 como forma de pressão sob a gestão da crise da pandemia. Para isso, investigamos as cartas públicas, relatórios de pesquisa e planos de ação elaboradas por grupos sociais como i) os “ativistas pela vida”, ii) os pesquisadores, iii) os empresários e iv) o governo de Sergipe. Paralelamente a isso, e como forma de identificar como essas narrativas afetam a gestão estatal da pandemia, analisamos o processo de construção dos grupos mencionados e a participação desses atores sociais em espaços deliberativos como os comitês de crise. Os resultados sinalizam para a forma como os diversos enquadramentos interpretativos foram utilizados, de forma pública, como dispositivo de intervir nas ações governamentais em torno do enfrentamento à pandemia.

Biografia do Autor

Jonatha Vasconcelos Santos, Universidade Federal de Sergipe

Formado em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Sergipe nas modalidades Bacharelado (2015) e Licenciatura Plena (2016). É Mestre em Sociologia (2017) e doutorando em Sociologia pela Universidade Federal de Sergipe (2017 - em andamento). Foi professor Voluntário no Departamento de Museologia da Universidade Federal de Sergipe (2019). É Especialista (2019) em Ensino de Sociologia pela Universidade Federal da Bahia. É colaborador e pesquisador do Laboratório de Estudos do Poder e da Política (LEPP) coordenado pelo Prof. Dr. Wilson José Ferreira de Oliveira em estudos sobre participação política, políticas públicas e instituições. Tem experiência em docência na disciplina de Sociologia no Ensino Básico e Superior. Também tem experiência enquanto pesquisador em consultoria sobre temas relacionados à processos de patrimonialização e políticas públicas para jovens e adolescentes. Os principais temas de interesse e estudo são movimentos sociais, participação política, engajamento militante, juventudes, formas de ação coletiva, eventos de protesto e construção de causas e políticas públicas. É integrante da rede de pesquisadores Democracia e Participação.

Referências

ABERS, Rebecca Neaera; KECK, Margaret E. Autoridade Prática: ação criativa e mudança institucional na política das águas do Brasil. 1ª ed. Rio de Janeiro, Editora Fiocruz, 2017.
ABERS, Rebecca Neaera; SERAFIM, Lizandra; TATAGIBA, Luciana Ferreira. Repertórios de interação Estado-sociedade em um Estado heterogêneo: a experiência da era Lula. Dados, v. 57, n. 2, pp. 325-357, 2014.
ABERS, Rebecca Neaera; VON BÜLOW, Marisa. “Movimentos Sociais na Teoria e na Prática: Como Estudar o Ativismo através da Fronteira entre Estado e Sociedade? Sociologias, vol. 3, no 28, pp. 52-84, 2011.
AVRITZER, Leonardo. O Orçamento Participativo e a Teoria Democrática: Um Balanço Crítico, in L. Avritzer e Z. Navarro (orgs.), A Inovação Democrática no Brasil. São Paulo, Cortez, pp. 14- 57, 2003.
AVRITZER, Leonardo (2007), Sociedade Civil, Instituições Participativas e Representação: Da Autorização à Legitimidade da Ação. DADOS – Revista de Ciências Sociais, vol. 50, no 3, pp. 443-464, 2007.
BOURDIEU, Pierre. Sobre o Estado: cursos no Collège de France (1989-92). São Paulo: Companhia das Letras, 2014.
BENFORD, Robert. D. An insider’s critique of the social movement framing perspective. Sociological inquiry (Austin), v. 67, n. 4, 1997.
BENFORD, Robert D.; SNOW, David A. Framing processes and social movements: an overview and assessment. Annual review of sociology, v. 26, n. 1, 2000.
CARLOS, Euzeneia; DOWBOR, Monika Weronika; ALBUQUERQUE, Maria do Carmo Alves. Movimentos sociais e seus efeitos nas políticas públicas: balanço do debate e proposições analíticas. Civitas, v. 17, n. 2, pp. 360-378, 2017.
CEFAÏ, D. Públicos, problemas públicos, arenas públicas... O que nos ensina o pragmatismo (Parte 1). Novos Estudos - CEBRAP, v. 36, n. 01, p. 187-214, jul. 2017a.
CEFAÏ, D. Públicos, problemas públicos, arenas públicas... O que nos ensina o pragmatismo (Parte 2). Novos Estudos - CEBRAP, v. 36, n. 02, p. 128-143, jul. 2017b.
COMITÊ CIENTÍFICO DO CONSÓRCIO NORDESTE. Boletim n. 8. Disponível em: https://www.comitecientifico-ne.com.br/c4ne/boletins. Acesso em: 05 de fev. de 2021.
DOWBOR, Monika Weronika; CARLOS, Euzeneia; ALBUQUERQUE, Maria do Carmo Alves. As origens movimentistas de políticas públicas: proposta analítica aplicada às áreas de criança e adolescente, direitos humanos e saúde. Lua Nova, v. 105, pp. 47-80, 2018.
FECOMÉRCIO/SE. Retomada gradual das atividades: considerações. Aracaju, pp. 1-12, 2020.
GOVERNO DE SERGIPE. Nota do Governo de Sergipe sobre Carta Aberta enviada por empresários. Disponível em: https://www.se.gov.br/noticias/governo/nota_do_governo_de_sergipe_sobre_carta_aberta_enviada_por_empresarios. Acesso em: 29 de jan. de 2020a.
GOVERNO DE SERGIPE. Plano de retomada gradual da economia. Disponível em: https://www.se.gov.br/noticias/governo/plano_de_retomada_economica_de_sergipe_entra_em_vigor_a_partir_do_proximo_dia_23. Acesso em: 1 de fev. de 2020b.
GOFFMAN, Erving. Os quadros da experiência social: uma perspectiva de análise. Petrópolis: Vozes, 2012.
GROSSI, M. P.; TONIOL, R. Cientistas sociais e o coronavírus. São Paulo: ANPOCS; Florianópolis: Tribo da Ilha, 2020.
LATOUR, Bruno. Reagregando o social: uma introdução à Teoria do Ator-Rede. Salvador: EDUFBA, 2012.
LATOUR, Bruno. Jamais fomos modernos. 3ª ed. São Paulo: Editora 34, 2013
MARTINS-FILHO, P. R.; SANTOS, V. S.; QUINTANS-JÚNIOR, L. J.; JESUS, M. J. M; ARAÚJO, A. A. S. Evolução dos Óbitos por COVID-19 no Município de Aracaju, Sergipe. Parte I: 01 de abril a 16 de junho de 2020. In: Nota Técnica EpiSERGIPE. nº 02-2020, Universidade Federal de Sergipe, 2020a., pp. 1-11.
MARTINS-FILHO, P. R.; SANTOS, V. S.; QUINTANS-JÚNIOR, L. J.; JESUS, M. J. M; ARAÚJO, A. A. S. Evolução dos Óbitos por COVID-19 no Município de Aracaju, Sergipe. Parte II: 17 a 30 de junho de 2020. In: Nota Técnica EpiSERGIPE, nº 03-2020, Universidade Federal de Sergipe, 2020b, pp. 1-15.
NASCIMENTO, Mayara Silva; OLIVEIRA, José Wilson Ferreira de. Arenas públicas, atores sociais e saber técnico na formulação de políticas ambientais. Mediações, v. 24, n. 1, pp. 259-283, 2019.
OAB/SE. Comitê Social de Crise sugere ao governador e prefeito de Aracaju maior fiscalização da política de isolamento social. Disponível em: https://oabsergipe.org.br/blog/2020/06/04/comite-social-de-crise-sugere-ao-governador-e-prefeito-de-aracaju-maior-fiscalizacao-da-politica-de-isolamento-social/. Acesso em: 05 de fev. de 2020.
INFONET. Empresários se mobilizam por reabertura do comércio em Aracaju. Disponível em: https://infonet.com.br/noticias/cidade/empresarios-se-mobilizam-por-reabertura-do-comercio-em-aracaju. Acesso em: 29 de jan. de 2020.
INFONET. Lojistas fazem ato contra decisão que voltou a fechar o comércio. Disponível em: https://infonet.com.br/noticias/economia/lojistas-fazem-ato-contra-decisao-que-voltou-a-fechar-o-comercio. Acesso em: 29 de jan. de 2020.
INFONET. Vídeo mostra carreata em prol de abertura do comércio. Disponível em: https://infonet.com.br/noticias/cidade/video-mostra-carreata-em-prol-de-abertura-do-comercio-em-aracaju. Acesso em 29 de jan. de 2020.
SERGIPE (Estado). Decreto nº 40.560 de 16 de março de 2020. Dispõe sobre a decretação de situação de emergência na saúde pública do Estado de Sergipe, em razão da disseminação do vírus COVID-19 (novo coronavírus) e regulamenta as medidas para enfrentamento da crise de saúde pública de importância internacional, nos termos da Lei (Federal) n° 13.979, de 06 de fevereiro de 2020. Diário Oficial do Estado de Sergipe, Sergipe, 17 mar. 2020. Seção 1, p. 1.
SERGIPE (Estado). Decreto nº 40.598 de 18 de maio de 2020. Estabelece as medidas de enfrentamento e prevenção à epidemia causada pela COVID19 (novo coronavirus), atualizando as ações restritivas e de distanciamento social, previstas nos Decretos nºs 40.567, de 24 de março de 2020, 40.576, de 16 de abril de 2020 e 40.588, de 27 de abril de 2020, e alterações posteriores, e dá outras providências. Diário Oficial do Estado de Sergipe, Sergipe, 19 de mai. 2020. Seção 1, p. 1-2.
SERGIPE (Estado). Decreto nº 40.661 de 04 de setembro de 2020. Cria o Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais – CTCAE, em substituição ao Comitê Gestor de Retomada Econômica – COGERE, revoga o §2º do art. 7º do Decreto n. 40.615, de 15 de junho de 2020, com redação dada pelo Decreto n.º 40.636, de 29 de julho de 2020, e o art. 3º do Decreto n.º 40.605, de 1º de junho de 2020, e dá providências correlatas. Diário Oficial do Estado de Sergipe, Sergipe, 8 de set. 2020. Seção 1, p. 1.
Publicado
2022-02-22
Como Citar
Santos, J. (2022). Em defesa de quê?. Compolítica, 11(2), 107-128. https://doi.org/https://doi.org/10.21878/compolitica.2021.11.2.538